Entrevista a Donzília, Instrutora de Yoga

Acreditas que a saúde física e saúde emocional estão interligadas?

Eu acredito que sim, acredito que a busca pelo bem-estar levou-me a descobrir a kombucha e, meses depois, o yoga. Enquanto a kombucha trouxe-me benefícios evidentes ao nível físico, o yoga trouxe-me equilíbrio, autoconfiança, tranquilidade da mente e uma sensação de relaxamento.

Após dois anos de pausa motivada pela pandemia e pela mudança de país, senti uma enorme falta das práticas de yoga. Levada por este desejo, encontrei perto de casa a Donzília. Não foi uma transição fácil, houve um tempo de ajustamento, do corpo e da mente.

Hoje, passado um ano, sinto que ela foi uma benção na minha vida, o equilíbrio que procurava após regresso a Portugal. A tomada de consciência da importância de parar, ter tempo para cuidar de mim e nunca descurar o meu bem-estar.

Posso dizer que não foi surpreendente ouvir a Donzília a falar de kombucha nas suas aulas, uma sintonia perfeita entre o físico e as emoções.

Mas afinal, “quem é a Donzília?“, deves estar a questionar-te. 

Em resposta a esta questão convidei-a a dar-se a conhecer à comunidade myKombuchas e a partilhar o seu testemunho pessoal sobre estes dois mundos: yoga e kombucha. 

Entrevista a Donzília,
instrutora de yoga

Donzília, quem és tu?

Olá a todos, o meu nomé é Donzília Bispo Justiniano, sou instrutora de yoga à cerca de 10 anos e resido nos arredores de Aveiro. Dumati, é o meu nome espiritual.

Como conheceste o yoga?

Há 15 anos tinha problemas de coluna, bastantes dores de costas agravadas por duas hérnias de disco L2 e L5. Aconselharam-me a experimentar yoga, disseram que iria ajudar-me. Achei uma sugestão interessante, para dizer a verdade, já tinha muita curiosidade sobre a prática, por isso, decidi avançar.

Nunca me esqueço da minha primeira aula, em Ferreira do Zêzere. Fiz essa primeira prática e adorei, fez-me muito bem, em apenas uma aula senti logo a diferença. Além disso, identifiquei-me profundamente com o yoga e disse a mim mesma “Eu quero isto para mim, quero isto para a minha vida”.

O yoga ajudou a recuperar a tua saúde?

Sim, passado um a dois anos de prática assídua, fiz novamente exames e deixei de ter as hérnias.

O que te motivou a ser instrutora de yoga?

Inicialmente, praticava yoga como aluna, mas como desde cedo identifiquei-me com a prática e procurava algo mais profundo, decidi ser instrutora.

Onde fizeste a tua formação?

Fiz a minha formação há 14 anos durante um ano e meio na Padma Yoga, em Lisboa. Depois estudei 6 meses na Covilhã para complementar os meus estudos, nomeadamente, yoga para crianças. A partir daqui, lancei-me a dar aulas, enquanto aprofundava a minha educação na área.

Como foram as tuas primeiras aulas?

As minhas primeiras aulas tinham apenas entre um a três alunos, senti que as pessoas não estavam muito viradas para a prática, seja porque não tinham conhecimento, porque não era usual trabalhar o corpo e a mente ou, porque viam o yoga como uma religião.  O que não corresponde à realidade, esta é uma prática muito completa, um estilo de vida que nos traz concentração e equilíbrio.

A partir daqui, continuei a dar aulas e o núcleo de alunos começou a estender-se até agora. Onde possa levar a minha prática de yoga, eu vou.

Atualmente, como é que as pessoas vêm o yoga?

Hoje em dia as pessoas têm uma visão diferente, já se cuidam mais e têm maior preocupação com o seu bem-estar. Por vezes pensam que yoga é estar parado a meditar, depois experimentam uma aula e rapidamente se identificam, principalmente se forem pessoas ansiosas, stressadas ou com problemas de coluna. 

Presentemente, já se aceita melhor o yoga, até médicos e terapeutas o aconselham. É uma prática completa, trabalha a mente, o equilíbrio e o corpo como um todo.

Quem são os teus principais alunos?

Eu tenho de alunos de variadas áreas desde pessoal de saúde (médicos, enfermeiros …), a pessoas que trabalham em escritórios, professores, entre outros.

Além das aulas de yoga, que outras áreas profissionais estás envolvida?

Além das aulas de yoga para adultos e crianças, oriento aulas de meditação, sou terapeuta na área de hipnoterapia, hipnose clínica e transpessoal, hipnose de regressão de vidas passadas desde PNL (Programação Neurolinguística), reiki, terapia multidimensional, entre outros. De momento, estou a tirar uma formação de medicina ortomolecular integrativa e, a estudar para candidatar-me ao ensino superior, no curso de Enfermagem.

Que conselho gostavas de dar àquela pessoa que não pratica yoga, mas que gostava?

A essa pessoa quero dizer: “Experimenta! Simplesmente te permitas experimentar”. Os benefícios são inúmeros, contudo é preciso ir de espírito aberto, entregar-se totalmente à prática naquele momento. É importante haver vontade e, claro, dedicação para os sentir. Posso indicar todas as vantagens do yoga, mas melhor que isso, é experimentar.

Sobre a Kombucha

Agora que já conhecemos um pouco melhor sobre ti, podes dizer como descobriste a kombucha ?

Tudo o que é natural fascina-me, por isso, usualmente, consumia kombucha que comprava nas lojas de produtos naturais. Um dia, uma aluna questionou se queria uma “planta” de kombucha, no início, pensava que era planta de vaso (risos). Quando perguntou se queria provar, achei estranho, mas aceitei, só depois é que associei que a kombucha que provara era a mesma que consumia engarrafada, porém caseira e ainda mais natural. A partir desse momento, ou seja, há um ano, comecei a produzir kombucha, regularmente, em casa e a bebê-la todos os dias.

Quais os benefícios da kombucha que experienciaste em ti mesma e/ou na tua família ?

Antes de mais, gostava de realçar que não tomo refrigerantes nem outras bebidas, bebo apenas dois tipos de bebida: água e kombucha. Por esse motivo, kombucha traz variedade à minha alimentação, além disso, quando comecei a bebê-la, senti diferença na parte intestinal e digestiva.

Contudo, os maiores benefícios são, diariamente, sentidos pelo meu marido. Por vezes ele sentia desconforto depois as refeições, desde que começou a tomar doses diárias de kombucha, esse desconforto desapareceu. Por outro lado, a nível intestinal, após a introdução da kombucha nas nossas vidas, deixou de ter dificuldade em ir à casa de banho com frequência.

Qual o teu sabor favorito ?

É difícil de escolher o meu sabor favorito, existe tanta variedade de sabor. Pessoalmente gosto de kombucha de hortelã e kombucha de coco. Caso tenha apenas de eleger uma, escolho a de hortelã.

Por fim, Donzília o que te faz feliz?

Viver a vida, sendo eu mesma.

Ter a oportunidade fazer o que amo, comer o que gosto dentro do equilíbrio, sendo eu mesma e, em simultâneo, fazer e ver os outros felizes.

Não posso terminar esta entrevista sem agradecer à Donzília pelo seu tempo e dedicação. Grata pela serenidade transmitida. 

Namasté 🙏

Para quem estiver interessado em saber mais sobre a Donzília, as suas aulas e terapias, pode obter mais informações ou contactar diretamente através das redes sociais: Facebook e Instagram

As aulas regulares de yoga ocorrem no seguinte horário/local:

  • Terça-feira às 19:30, Junta de Freguesia da Palhaça (Oliveira do Bairro)
  • Quarta-feira às 19:00, Casa dos Arcos em Sto. António de Vagos
  • Quinta-feira às 18:00 e 19:15, antiga escola primária em Vilar (Aveiro)
  • Sexta-feira às 19:30, junto ao Colégio de Calvão
  • Sábado às 09:30, Casa dos Arcos em Sto. António de Vagos

OBS: Esta entrevista decorreu no dia 21 de Maio 2022, na Quinta do Ega em Vagos (Aveiro), após a prática matinal de yoga. Foi publicada a 21 de Junho 2022, no Dia Internacional do Yoga.

Faz tu mesmo

Sabias que podes fazer kombucha em casa? Preparei este guia 100% gratuito onde partilho como faço kombucha em casa em apenas 3 passos. Faz já o download!

Partilha:

Facebook
Pinterest
Email
WhatsApp
Print
Adrianna LP

Adrianna LP

Kombucha Lover & Enthusiastic. Iniciou a fermentação de Kombucha em 2017. Três anos depois criou o projecto myKombuchas com o objectivo de partilhar as suas experiências e ajudar aqueles que querem fazer kombucha em casa.

Deixe um comentário

Está quase...

Só falta confirmar o teu email. Para completar o processo de subscrição, por favor clica no link do email que acabaste de receber.

Sabes onde encontrar dicas incríveis?